Inbound marketing: o que é e como funciona

Inbound marketing: o que é

Inbound marketing: o que é

Você já deve estar mais que acostumado a ver comerciais na TV, anúncios no jornal e outdoors nas ruas. Esse tipo de publicidade já faz parte das nossas vidas.

O problema é que as empresas entram no seu dia a dia sem pedir licença. Elas aparecem de repente, mostram produtos que nem sempre interessam e se intrometem nas suas atividades, como assistir a um vídeo, ler uma notícia ou passear pela cidade.

Mas será que o marketing precisa ser sempre assim, invasivo e interruptivo? Para responder essa pergunta, vamos falar neste post sobre inbound marketing: o que é e como funciona essa estratégia. Acompanhe para entender tudo:

Inbound marketing: o que é?

Muitas pessoas se perguntam e afinal, inbound marketing: o que é? O inbound traz uma nova perspectiva para a relação entre empresas e consumidores. Se, no marketing tradicional (ou outbound marketing), as empresas vão atrás dos clientes com anúncios, no inbound marketing elas atraem os interessados. Por isso, ele também é chamado de marketing de atração.

Por meio da produção de conteúdo relevante para o consumidor, a empresa aumenta sua visibilidade na web e passa a ser encontrada por quem busca uma solução que ela oferece. Só que apenas o acesso ao site ou blog não traz resultados efetivos.

É preciso, então, converter os visitantes em leads. Para isso, eles devem fazer um cadastro e informar seu e-mail. Assim, a empresa pode fazer a nutrição de leads até que eles amadureçam sua decisão de compra e estejam prontos para uma abordagem de venda.

Todo esse processo explica o conceito de funil de vendas, composto por topo (atração), meio (nutrição) e fundo (venda). Ele orienta as estratégias e os conteúdos, que acompanham a jornada do consumidor desde o reconhecimento da necessidade até a conclusão da compra.

Quais são as vantagens do inbound marketing?

Depois de saber o que é inbound marketing, entenda agora quais são as suas principais vantagens em relação ao outbound:

Relevância para o consumidor

No inbound marketing, o foco é a construção de relacionamento com o consumidor por meio de conteúdos adequados à sua jornada — sem ser invasivo ou insistir na venda. Dessa forma, a empresa se torna mais relevante e conquista a confiança dos potenciais clientes.

Tráfego e leads qualificados

Ao produzir para o seu blog, a empresa é encontrada por consumidores que estão buscando ativamente por uma solução e, por isso, têm mais chances de virarem clientes. O inbound atrai as pessoas certas, no momento que elas precisam, com o conteúdo que elas querem.

Autoridade no mercado

Os conteúdos servem para dar dicas, responder dúvidas e educar o consumidor sobre a sua área de atuação. Dessa forma, naturalmente, a empresa demonstra sua autoridade no assunto, que é evidenciada pelo posicionamento no Google, na frente dos concorrentes.

Otimização de recursos

Com base no funil, a equipe de vendas só aborda leads nutridos e qualificados pelo marketing. Assim, a empresa não perde mais tempo, investimento e esforços com pessoas que não estão interessadas, não estão no momento certo ou não têm perfil para serem clientes.

Escalabilidade

Quando a empresa estrutura e automatiza o inbound marketing, o negócio se torna escalável. Com processos bem alinhados, as vendas continuam aumentando mesmo sem grandes investimentos, o que causa também a redução no Custo de Aquisição de Clientes (CAC).

Agora, já podemos responder a pergunta do início deste post: sim, o marketing pode ser menos intrusivo e mais relevante. É por isso que o inbound marketing vem ganhando tantos adeptos no mercado, que estão percebendo o impacto positivo em vendas e receitas.

Gostou de saber o que é inbound marketing e como funciona essa estratégia? Então continue aprendendo tudo sobre marketing digital: assine agora a nossa lista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *