Marketing e venda: Por que é preciso uni-los?

Há muitos anos surgiam as equipes de marketing e as equipes de vendas. Mas também surgia o dilema de qual o setor responsável por trazer os resultados para empresas, e foi assim que surgiu a guerra do marketing e venda.

Porém, parece que essa batalha está chegando ao fim. Pelo menos daqui já é possível, apesar da distância, avistar uma bandeira branca no fim do túnel. Esse momento de união está mais perto do que podemos imaginar.

via GIPHY

Marketing e venda são a mesma coisa?

Se você quer causar uma confusão entre o pessoal de marketing e venda, é só dizer que eles executam a mesma função. Essa é a melhor definição de “ver o circo pegar fogo”. 

Brincadeiras à parte, agora vamos ao assunto sério. Essas duas áreas não fazem a mesma coisa, porém, quando trabalham juntas trazem resultados que fazem os olhos de qualquer gestor brilharem.

Por esse motivo, vamos mostrar hoje quais são as principais diferenças e características desses dois setores, que são de extrema importância para o funcionamento de uma empresa.

Leia também: Marketing nas redes sociais: Como o seu cliente pode se tornar um aliado?

O que é marketing?

Ao contrário do que todo mundo pensa, o marketing não é um tipo de comunicação, mas sim uma estratégia de negócio e dentro dela existe uma tática de comunicação como, por exemplo, o inbound marketing.

Podemos dizer que o marketing é quem prepara todo o cenário para que a venda possa entrar em cena com todo o charme e persuasão que só ela tem. Entre as funções que estão atreladas ao marketing podemos elencar:

Entendendo o mercado

Uma das principais funções do marketing é entender e analisar de forma profunda o mercado no qual a organização atua. E para que isso dê certo é necessário olhar para qual tipo de ambiente de negócio e qual o perfil de consumidores que deve ser atingido. 

Com todo os dados na mão, a equipe de marketing dá início ao planejamento de estratégias que precisam ser postas em prática visando sempre o melhor resultado.

Saiba mais sobre marketing digital

Gerar leads

Dentre as táticas planejadas está a geração de leads, para isso, são criadas formas de atrair o cliente até o produto/serviço que a empresa oferece de uma forma orgânica (sem investimento em campanhas pagas).

Para isso, são usadas as informações obtidas lá no começo, antes mesmo do planejamento. Assim, é feita uma comunicação de acordo com o público que foi definido, para que a qualidade do lead que faça a conversão seja boa.

Dependendo do tipo de tática traçada, é possível utilizar inbound e outbound marketing, que vão desde anúncios tradicionais em televisão ou rádio até links e campanhas pagas no Google, publicações em blog e redes sociais etc.

O conteúdo é essencial para fidelizar e conquistar

via GIPHY

Quando um novo lead é captado, o processo não é finalizado nesta etapa, é preciso realizar a nutrição deste futuro cliente. Para que isso aconteça, é indispensável fornecer conteúdo de aculturamento para que esse lead esteja apto para o momento de compra.

Mas conteúdo não é apenas para oferecer conhecimento e despertar interesse na compra de um produto/serviço. Ele serve para manter um relacionamento com a base de leads gerados pelas estratégias de marketing. É uma forma de criar uma relação duradoura com o público alvo e mostrar que ele pode depositar a confiança no trabalho que a empresa presta, e é neste momento que marketing e venda dão as mãos.

QUIZ

O que é venda?

Agora que a equipe de marketing já amadureceu o lead, está na hora da equipe de vendas mostrar todos os encantamentos que têm na manga e criar um relacionamento ainda mais próximo ao cliente.

É no momento da conversa que é possível entender qual é a real necessidade do cliente e esclarecer as dúvidas pertinentes naquele momento, oferecendo assim, o que o cliente realmente precisa para solucionar o problema que ele possui. O departamento de vendas trabalha com duas frentes importantíssimas, são elas:

A negociação

Temos que admitir, os vendedores são realmente bons no que fazem, e um exemplo é a negociação com o consumidor. Além de entender o que o cliente precisa, é necessário trazer um equilíbrio entre a oferta e o preço do produto/serviço que é oferecido.

Na negociação com o cliente entra em cena o famoso jogo de cintura, para que a oferta esteja dentro das possibilidades e necessidades do consumidor. É nesse momento que entra em cena a confiança e o relacionamento que foram trabalhados em todo o percurso detalhado pelo marketing.

A conversão de um lead em cliente fiel

Podemos dizer que o marketing foi o responsável por despertar a paixão do lead e o setor de vendas vai ser encarregado de selar esse amor. O que quero dizer é que não adianta realizar todo um trabalho de encantamento e na hora do contato com o vendedor, a linguagem e o tratamento ser completamente diferente do que foi transmitido lá no começo da atração.

Marketing e venda: Sempre juntos

via GIPHY

Viu como o elo entre marketing e venda é importante para sua empresa? Um não vive sem outro, está escrito nas estrelas que esse amor irá durar para toda eternidade. E para que isso dê certo, é preciso que esses dois setores estejam alinhados sempre.

Sendo assim, de nada adianta trabalhar uma big estratégia de marketing se a equipe de vendas não tem conhecimento sobre isso, pois, quando o lead qualificado bater à porta do comercial, encontrará uma equipe despreparada para realizar a conversão.

A troca de ideias entre esses dois setores também é primordial para que o sucesso seja alcançado, pois, de um lado temos um grupo que trabalha com dados e pesquisa de mercados e do outro temos um pessoal que entende muito bem de relacionamento com o cliente de uma forma mais humana.

Foi pensando nessa união que a Agência Incandescente resolveu juntar marketing e venda em prol de bons resultados para a sua empresa. Venha entender um pouco mais sobre como podemos te ajudar.

Entre em contato conosco !