Tipografia: O que é e qual sua importância?

A tipografia no design gráfico tem enorme importância, tanto quanto as imagens, formas e cores. Sendo assim, ela é um dos mais relevantes elementos comunicadores.

Toda marca de sucesso tem uma excelente tipografia, escolhida por meio de um longo processo estratégico e de desenvolvimento para a escolha mais assertiva com relação ao seu público-alvo e aos valores que quer passar.

Depois de um longo e detalhado briefing, o designer extrai todas as informações relevantes da empresa, entendendo a essência da marca e traduzindo tudo isso em tipografia, criando assim um trabalho coerente e que realmente remete à empresa.

Escolher a “tipo” (para os mais íntimos) certa é essencial para o sucesso de uma marca e para que ela fique fixada na mente de cada potencial cliente que a vê.

tipografia

Grandes marcas utilizam apenas da tipografia como logo, por exemplo a Coca Cola, Google, Facebook e etc.

A escolha da tipografia é muito mais que optar por algo bonito e moderno, ela tem o poder de transmitir os valores e o posicionamento da empresa, despertando sentimentos que remetem ela ao seu público, por isso a importância de um estudo aprofundado.

Mas afinal, o que é tipografia?

via GIPHY

A palavra tipografia significa “impressão de tipos” conhecida popularmente como “fontes”. Atualmente esse significado é menos usado, pois com o avanço do design digital o conceito “tipografia” passou a envolver toda criação e aplicação dos caracteres, desenhos com palavras etc. Seja digital ou impresso.

Tipografia: Tipos de fontes e onde utilizá-las

As fontes têm 4 classificações diferentes, na qual a grande maioria se encaixa em:

Com serifa

tipografia

As com serifa são fontes com linhas nas extremidades, dão a ideia de um texto mais fluido que facilita a diferenciação das palavras, dando maior continuidade ao texto e evitando o cansaço visual. São as mais adequadas para livros, jornais, e para impressos com textos muito longos.

Valores que as fontes com serifa trazem: confiança, tradição, seriedade.

Sem serifa (também conhecida como Sans Serif)

tipografia

As sem serifa têm a aparência mais simples e moderna, sem as linhas nas extremidades. São de melhor utilidade quando a letra tem tamanho menor. Ela é mais adequada para títulos, chamadas e em textos digitais, como blogs, sites e etc.

Valores que as fontes sem serifa trazem: modernidade, juventude, minimalismo.

Leia também: A importância de ter uma boa criação de identidade visual

Cursivas (também conhecidas como script)

tipografia

São fontes que parecem ser escritas à mão.

Valores que as cursivas trazem: delicadeza, artesanal, elegância, simpatia.

Dingbat

tipografia

São as fontes que são compostas por símbolos no lugar das letras.

Tipografia: Como saber a fonte ideal para você?

via GIPHY

O primeiro passo é uma reunião de briefing com um designer qualificado e com experiência em branding design, para reunir todas as ideias necessárias.

Não faça esse trabalho sozinho, escolhendo a tipografia apenas pela sua beleza, como já falamos lá em cima, ela envolve um estudo aprofundado para ser assertiva.

Vários pontos são levantados no processo de briefing para escolha da fonte perfeita: valores, missão, visão, história, os diferenciais, o segmento, as tendências de mercado, o tipo de serviço ou produto oferecido, e claro o público-alvo.

Outros pontos a serem levados em consideração são a legibilidade da fonte, o kerning (espaçamento entre as letras) e sua estética, que traz conceito e personalidade à tipografia.

Podendo até mesmo fazer referências aos movimentos artísticos, como o Art Decó, Art Nouveau e o Construtivismo Russo, movimentos que influenciam o design até hoje e podem ser usados dependendo da necessidade de sua marca.

E então? Está esperando o quê para criar seu logotipo com a fonte perfeita? Aqui na Agência Incandescente temos um super time de designers que podem te ajudar a ter uma marca conhecida e lembrada pelo seu público.

via GIPHY