Fluxo de automação: crie o caminho certo e obtenha resultados positivos

Deixa eu adivinhar, você é do tipo que está sempre procurando se atualizar e utilizar métodos que facilitem sua comunicação com o público e melhorem os seus resultados? Então o fluxo de automação de e-mails é perfeito para suas estratégias de marketing darem um salto rumo ao sucesso!

O que é o fluxo de automação de e-mails? 

Para te ajudar a entender melhor esse assunto, vamos criar uma situação: Você disponibiliza um material gratuito na rede para atrair um provável cliente do seu produto/serviço. E para ele ter acesso a esse material, precisa deixar alguns dados, como nome completo, e-mail e telefone.

Você comemora como se tivesse ganhado um torneio mundial, porque agora é só tentar vender, não é mesmo? ERRADO!

Este provável cliente precisa percorrer as fases do funil de vendas, entre elas um fluxo de automação de e-mails, ou seja, uma sequência de e-mails programados que vão educá-lo sobre a sua marca/produto, mostrar as soluções que você oferece e o problema que resolve. Até fazer dele um cliente futuramente.

Mas como este fluxo de automação pode me ajudar?                               

Em resumo, a pessoa que está do outro lado vai se sentir envolvida com sua marca e isso facilitará o caminho da venda. Mas é muito importante você saber que o cliente se assusta se você tentar vender em todos os e-mails, então é importante compartilhar informações relevantes, para aculturar e depois que ele estiver realmente envolvido com seus conteúdos, oferecer um contato de um especialista.

Um fluxo de automação sempre se inicia pela escolha da ação de entrada do lead, que pode ser uma landing page, um formulário ou a partir de uma segmentação.

Depois disso, você precisa escolher o primeiro e-mail que irá inserir no seu fluxo. Tome muito cuidado com esse e-mail, pois são as boas-vindas ou o agradecimento por essa pessoa estar ali com você – afinal, muitas vezes é a primeira impressão que fica.

A comunicação depende da ação principal estabelecida no seu fluxo. Logo após esse primeiro contato, você deve inserir um campo de espera, que é o espaço de tempo que terá de um e-mail para o outro e assim por diante até preencher sua estratégia.

Quantidade de e-mails

Um fluxo de automação não tem uma quantidade de e-mails certa. Aqui na agência já criamos um fluxo de apenas um e-mail, agradecendo a conversão da pessoa em uma landing page de inscrição para um evento. Mas isso aconteceu porque a data estava próxima, mas após o evento criamos outro fluxo para nutrir as pessoas que converteram e tentar futuramente algum produto para esse cliente.

Isso mostra que os fluxos são personalizados de acordo com sua necessidade e não existe um modelo padrão.

Mas não existem mais formas de saber se o meu lead é qualificado?

Sim, existem outros pontos quentes em um fluxo de automação de e-mails que são muito importantes, como o lead scoring, que é uma espécie de pontuação que um lead ganha a partir de certas ações dentro deste fluxo, ou seja, quantos mais pontos, mais qualificado para venda. Mas você pode achar informações mais precisas sobre este tema neste artigo: O que é e como aplicar o Lead Scoring?

Além do lead scoring, existem outras funções que merecem ser estudadas para conseguir usá-las com êxito em suas campanhas, mas esse é um assunto para outra conversa.

Comece as suas estratégias de fluxo, faça testes, avalie os resultados, mas com paciência e foco, o básico já te dará um grande avanço em suas campanhas, pois o cliente já vai se sentir lembrado por receber seus e-mails, o que faz muita diferença na hora da venda.

Um abraço 🙂