O poder do design minimalista

O movimento do design minimalista se tornou tendência há alguns anos e nunca mais foi embora. Com o objetivo de passar uma imagem de modernidade, esse movimento está presente na moda, na arquitetura e no audiovisual. Mas você sabe de fato o que é o design minimalista e como você pode aplicá-lo na identidade da sua marca?

O que é o design minimalista?

Já ouviu aquela expressão “menos é mais”? Pois é, essa frase define muito bem o objetivo do minimalismo. O design minimalista é caracterizado pela redução de elementos no visual de projeto criativo.

É um movimento que ganhou muita força na década de 80, principalmente, por meio da arquitetura e com o passar do tempo ele foi ganhando presença em outras áreas. É um processo que exige muito planejamento para que os elementos sejam escolhidos da maneira correta e a mensagem seja passada de forma clara e objetiva.

O design minimalista costuma ser uma ótima opção para quem busca criar um projeto simples, moderno e objetivo que visa dar valor aos detalhes. Ele pode ser aplicado desde a criação do seu logotipo e materiais impressos até a identidade das suas mídias sociais seguindo um padrão visual.

Como aplicar o minimalismo na minha marca?

via GIPHY

Ao trabalhar em um projeto minimalista devemos sempre se atentar a mensagem que ele irá passar. Isso porque, sem planejamento, estudo e um briefing completinho, pode ocorrer que a redução de elementos seja muito exagerada e isso faça com que o projeto perca o sentido e fuja da imagem que você quer transmitir da sua marca.

Desta forma, separei 3 dicas super importantes para você que deseja aplicar o minimalismo na identidade da sua marca:

  • Logotipos minimalistas:  a melhor opção é utilizar de um atributo ou benefício que a sua marca ou produto oferece. Na hora do briefing, pense em conjunto com seu designer em elementos que representam a sua marca e qual deles, se retirado, fará com que a sua identidade perca o sentido. Desta forma, você consegue definir quais elementos são essenciais para representar visualmente a sua marca e a imagem que você quer passar dela.
  • Não vai exagerar na cor, hein? A gente sabe que as identidades super coloridas costumam chamar a atenção e que a tentação de ter uma identidade visual cheia de cor é grande, porém se você está procurando por algo minimalista, corra desse pensamento e lembre-se que o minimalismo vem ganhando muita força. O ideal é ter uma paleta de cores muito bem estudada para que faça sentido e haja harmonia nas criações. Existem diversos sites por aí que podem te ajudar a escolher a paleta de cores ideal, um deles é o Coolors (https://coolors.co/palettes/trending), que além de ter paletas pré-definidas, também te permite criar uma totalmente do zero.
  • Somente um estilo de tipografia é o suficiente: Pensa comigo, não faria muito sentido criar um anúncio minimalista e objetivo, e no texto utilizar tipografias manuscritas, serifadas e decorativas.

Lembre-se, o design minimalista visa trazer simplicidade e modernidade para um projeto. Desta forma, a tipografia é um elemento essencial para caracterizá-lo. Lembre-se da frase que falamos lá em cima, “menos é mais”?

Leia também: A importância de ter uma boa criação de identidade visual

Empresas que migraram para o minimalismo sem perderem a essência

Agora que você já sabe o que o minimalismo é um movimento, que em meio à tanta informação, veio para comunicar de forma mais clara e objetiva a fim de valorizar os detalhes e que esse movimento pode agregar valor e modernidade à identidade da sua marca.

Eu separei alguns exemplos de projetos de marcas que ao longo do tempo migraram sua identidade para o design minimalista sem perderem sua essência:

Comece a reparar nas marcas que estão presentes no seu dia a dia e que utilizam desse tipo de design. Você irá perceber o quão poderoso e expansivo esse movimento se tornou. Espero ter ajudado você a conhecer e se inspirar no mundo minimalista! Se tiver alguma dúvida, entre em contato com a gente!