Revolução Digital: O que agrega na sua indústria?

A Revolução Digital nos tempos atuais é uma questão de sobrevivência, não apenas para as nossas vidas pessoais, mas também para vida profissional. Já é possível dizer que empresas que não apostam no digital estão por terra, basta olhar para fora e enxergar quantas baixaram as portas nesta crise de distanciamento social.

Organizações que se dedicaram a crescer em um ambiente digital sentiram um menor impacto nos fechamentos de caixa. Porém, é importante ressaltarmos aqui que a Revolução Digital vai além da tecnologia, ela envolve comportamento. A revolução veio para transformar todos os setores de atuação, inclusive o industrial.

Sua indústria estará no universo digital quando usar a tecnologia como uma aliada na resolução dos problemas dos consumidores. Quando tocamos nesse ponto estamos falando da tecnologia além do produto que é entregue ao cliente.

O que é a Revolução Digital?

O “novo normal” já é o habitual de muitas empresas no Brasil e no mundo todo. Se pararmos para pensar anos atrás, como final de 80 e início de 90, a tecnologia era algo restrito. Poucos tinham acesso à internet, os que tinham sofriam com a lentidão e com equipamentos com processadores que não entregavam o necessário.

Esse foi o início da Revolução Digital, hoje temos tudo em nossas mãos. Os celulares, notebooks e tablets são a tecnologia que facilita o nosso acesso ao digital. Então, temos que ter em mente que o tecnológico é o caminho e não o meio de transporte.

Essa revolução transformou muito mais que a forma de trabalho, ela trouxe uma nova geração que é conhecida como nativos digitais. São pessoas que já nascem inseridas no meio digital. Eles possuem uma facilidade para lidar com qualquer tipo de tecnologia que serve de suporte para digital.

Leia também: Marketing industrial: 3 motivos para investir

Em um lado oposto temos uma geração que é chamada de imigrantes digitais, esses tiveram que se adaptar a toda essa transformação que a Revolução Digital. Isso impactou diretamente na forma de consumo na sociedade como um todo, desde os nativos até os imigrantes.

A Revolução Digital e a comunicação omnichannel transformaram o consumidor. Hoje, vivemos em um mundo em que quem está em canais digitais, disponível para o cliente, sai na frente perante a concorrência.

O que isso agrega para indústria?

O setor industrial vive em constante evolução, máquinas e novas tecnologias que otimizam a linha da produção são apresentadas quase que diariamente. Porém, o seu cliente precisa de mais.

Quando falamos de “mais”, vamos muito além de oferecer novos recursos de comunicação e quebrar barreiras de relacionamento. A sua equipe precisa estar preparada, ela precisa ser multidisciplinar e se mostrar cada vez mais favorável às mudanças que foram e serão originadas pela a Revolução Digital.

Sua equipe pode ter notebook e smartphones nas mãos, contudo o digital precisa estar na essência da empresa desde processos internos que visam o sucesso de cada departamento para que a companhia como um todo entregue o melhor para cada um dos clientes.

A pergunta que você, como gestor, deve fazer é: Como a minha indústria pode ser adequar ao atual cenário da transformação digital?

Faça essa análise levando em consideração transformações internas (que agirão no comportamento dos colaboradores e alcance de resultados) e transformações externas (como essas mudanças vão agregar mais valor para o cliente).

O inbound marketing como ferramenta da Revolução Digital

A relação com o consumidor é feita de uma forma diferente, indústrias que já estão há um longo tempo no mercado têm experiência com a venda fria. Já no inbound marketing, ele atrai o cliente até a companhia por meio de conteúdo inteligente e estratégias que se traçadas perfeitamente caminham por sistema de AI e geram resultados.

A automação dentro do inbound marketing faz a nutrição do lead, o conteúdo nas redes sociais cria um relacionamento cada vez mais próximo e marcante.

Ainda é possível observar a utilização da tecnologia dentro do marketing B2B na análise de dados, que segue em um volume massivo nesse segmento, possibilitando estudos e melhorias em relação ao próprio posicionamento da empresa e a forma com ela lida com seus clientes.

Outro exemplo da IA utilizada no contexto de Inboud e que representa uma grande valia para a indústria são os chatbots. Antes, um atendimento poderia demorar horas, tempo crucial para um setor cada vez mais rápido, ligado em transformações e que demanda agilidade.

Com esse recurso, tornar a experiência do usuário em algo positivo ficou mais simples. Mas claro, sem esquecer do lado humano: é preciso entender o que o cliente deseja e como você pode resolver esse problema de forma humanizada. E esses são apenas alguns exemplos de estratégias pensadas em atender o público B2B!

Como você pode notar, a Revolução Digital gera resultados para as indústrias. Confira mais detalhes clicando no botão abaixo.